Antes e depois do elenco de “A Princesa Xuxa e os Trapalhões”: filme já tem 32 anos

por | jan 7, 2021 | Filmes

“A Princesa Xuxa e os Trapalhões” foi um dos maiores filmes e se tornou inesquecível na memória dos brasileiros. Lançado em 1989, o longa foi protagonizado por Xuxa Meneghel em parceria com a trupe humorística “Os Trapalhões”.

A história gira em torno do diabólico Ratan (Paulo Reis), que toma o poder do planeta Antar, forçando as crianças ao trabalho escravo. Mantida dentro do palácio, a Princesa Xaron (Xuxa Meneghel) pensa que todos são felizes.

Do lado de fora, os príncipes Mussaim (Mussum), Zacaling (Zacarias) e Dedeon (Dedé Santana), também conhecido como o trio de “Trapalhões”, se unem ao Cavaleiro Sem Nome (Renato Aragão) para combater Ratan e libertar as crianças.

Quase 32 anos após a estreia, o elenco original continuou fazendo sucesso, mas sofreu com as perdas de Mussum, vítima de complicações cardíacas em 1994, e Zacarias, que morreu pouco tempo após o filme, em 1990, de insuficiência respiratória.

Veja como está o restante do elenco!

“A Princesa Xuxa e os Trapalhões”: antes e depois

Amanda Acosta

Amanda Acosta fez o papel de uma criança escrava em “A Princesa Xuxa e os Trapalhões”. A atriz tinha apenas 11 anos quando atuou no filme. Hoje, aos 42, Amanda, que fez parte do “Trem da Alegria”, está muito mais focada no teatro.

https://www.instagram.com/p/B6Cte7HAbDU/

A atriz, também cantora, teve a oportunidade de interpretar grandes nomes nos palcos, como Bibi Ferreira, espetáculo que foi considerado pela crítica o melhor musical dos últimos tempos no Rio de Janeiro, rendendo vários prêmios.

Além de Bibi, Amanda também interpretou Carmen Miranda em “Carmen, a Grande Pequena Notável”. Seu último trabalho foi na peça “4 Faces do Amor” em outubro de 2020, uma comédia romântica com direção de Tadeu Aguiar.

Adressa Koetz

Em “A Princesa Xuxa e os Trapalhões”, Adressa Koetz interpretou a versão jovem da Princesa Xaron, papel de Xuxa Meneghel. A atriz também deu vida para a pequena Xuxinha em “SuperXuxa contra o Baixo Astral” e “Lua de Cristal” na sequência.

https://www.instagram.com/p/CGcxwl8JtU1/

O talento rendeu um papel em “Laços de Família”, em 2000, onde Adressa gravou cenas como a Helena, personagem de Vera Fischer, jovem. Nos anos seguintes, a atriz esteve também em “O Clone”, mas atualmente está longe da TV.

Hoje em dia, Adressa dá aulas de teatro online, com a finalidade de indicar técnicas de oratória para não-atores, melhorando a capacidade de comunicação de seus alunos. Além de atuar, ela também é autora e diretora.

Dedé Santana

Dedé Santana brilhou no papel de Dedeon, um dos príncipes da Xuxa, em “A Princesa Xuxa e os Trapalhões”. Antes do filme, o ator já era um dos “Trapalhões”, ao lado de Didi, atuando em várias produções ligadas ao humorístico.

Nos anos após o filme, Dedé continuou firme e forte na atuação, dividindo-se entre o teatro, cinema e a TV, onde apareceu em 20 produções, incluindo os humorísticos “A Praça É Nossa” e “A Turma do Didi”.

Em 2017, Dedé voltou a reviver “Os Trapalhões” com um especial produzido pela Globo, fazendo apenas uma participação especial na série do Multishow “Treme Treme” depois disso. Seu último trabalho foi na peça “Palhaços” em 2020.

Juninho Bill

Assim como Amanda Acosta, Juninho Bill interpretou uma criança escrava no filme da Xuxa. Na época das gravações, o ator, que também é cantor e compositor, fazia parte do grupo musical de rock-infantil “Trem da Alegria”, que saiu em 1992.

https://www.instagram.com/p/B-Um-YxHgaU/

Após o filme, Juninho investiu na carreira de jogador de futebol, onde atuou como meia nas categorias de base de grandes times, como Corinthians e Portuguesa, desistindo do esporte aos 20 anos, se formando em jornalismo.

Atualmente, Juninho trabalha como produtor e tem duas filhas. Em 2014, o artista fechou com o SBT para continuar produzindo o programa “The Noite” no estilo do “Agora É Tarde”, da Rede Bandeirantes, onde também foi responsável pela produção.

Paulo Reis

Paulo Reis começou sua carreira como ator pouco tempo antes de “A Princesa Xuxa e os Trapalhões”, em “Vale Tudo”, que abriu várias portas, fazendo com conquistasse visibilidade nacional e o papel de vilão no filme.

https://www.instagram.com/p/B1OhOxtFQ6u/

Nos anos seguintes, continuou atuando, fazendo parte de “Rainha da Sucata” (1990) e “Os Mutantes” (2008), além de participações em “Os Trapalhões”, mas também seguiu como diretor e tradutor de obras de grandes editoras.

O famoso também fez Leonardo da Vinci em “Detetives do Prédio Azul”, programa infantil no Gloob em 2018, e a série “Arcanjo Renegado”, produzida pela plataforma de streaming da Globo. O último trabalho foi em “Amor Sem Igual” da Record.

Renato Aragão

Renato Aragão é um dos nomes mais conhecidos entre os brasileiros. O eterno Didi fez o papel de Diron, o Cavaleiro Sem Nome, em “A Princesa Xuxa e os Trapalhões”, trilhando uma carreira de enorme sucesso nos anos seguintes.

O líder dos “Trapalhões” fez mais de 36 produções, entre cinema e TV, nos últimos anos, voltando a fazer enorme sucesso com programas dedicados ao seu personagem humorístico, como “A Turma do Didi” (1998–2010) e “Aventuras do Didi” (2010–2013).

Mais recentemente, em 2018, depois do especial de “Os Trapalhões”, Renato fez uma participação especial em “Tá no Ar: A TV na TV”. Em junho de 2020, após 44 anos na emissora, o ator anunciou o fim de seu contrato de exclusividade com a Globo.

Ruben Cabrera

Ruben Cabrera era um dos parceiros de Juninho Bill no extinto “Trem da Alegria”. No filme da Xuxa, o artista também fez o papel de uma criança escrava. Trinta e um anos após o filme, optou por se dedicar com tudo à carreira musical.

https://www.instagram.com/p/CHdU9x9ANKv/

Hoje, Rubinho, como era conhecido, faz participações em bandas, além de ser produtor e estar por trás de alguns podcasts. Em 2020, o ex-ator mirim fez um projeto com Juninho, auxiliando na gravação de percussão do disco do famoso.

Xuxa Meneghel

Xuxa Meneghel, a estrela de “A Princesa Xuxa e os Trapalhões, continua muito em alta entre os famosos. Depois do sucesso como Princesa Xaron, a artista fez mais 14 filmes, quase todos como protagonista principal.

Na TV, Xuxa teve o mesmo destaque, aparecendo em mais de 28 produções, como a “TV Xuxa”, que ficou nove anos no ar, se revezando como apresentadora e atriz. Em 2015, após 29 anos de casa, a famosa rompeu com a Globo e foi para a Record.

Na nova emissora, Xuxa ganhou o programa “Xuxa Meneghel”, entre 2015 e 2016, seguindo como apresentadora do “Dancing Brasil”, “Geração Xuxa”, “The Four Brasil” e, mais recentemente, no fim de 2020, no especial “Canta Comigo All Stars”.

Antes e depois de famosos