null: nullpx
a favorita-Zappeando

Por que Patrícia Pillar nunca mais foi a mesma depois de interpretar Flora em "A Favorita"

Atriz fez imersão em penitenciária para conseguir lidar com a complexidade da antagonista e experiência ficou marcada
Publicado 21 Jul 2022 – 04:19 PM EDT | Atualizado 21 Jul 2022 – 04:19 PM EDT
Compartilhar
Default image alt
Flora (Patrícia Pillar) e Donatela (Cláudia Raia) são rivais em "A Favorita" Crédito: TV Globo/Zé Paulo Cardeal

Uma personagem complexa como Flora da novela "A Favorita", que está em sua primeira reprise na TV Globo, marcou a vida de Patrícia Pillar. Em entrevista à plataforma de imprensa da emissora, em maio de 2022, a atriz revelou que lidar com uma gama tão complexa de sentimentos não só foi um presente do autor, João Emanuel Carneiro, como também um grande aprendizado de vida. Saiba mais!

Por que "A Favorita" mudou a vida de Patrícia Pillar

A atriz, que hoje tem 58 anos, contou que interpretar Flora exigiu uma grande preparação. Afinal, a vilã ficou 20 anos presa por causa da morte de Marcelo (Flavio Tolezani).

"Uma pessoa que ficou presa por muitos anos precisa ter essa vivência impregnada em seu corpo e em suas atitudes. Estive no presídio feminino Talavera Bruce, conheci várias detentas, muitas histórias de vida que me ajudaram a entender a dureza que é viver essa experiência. Encontrei no boxe uma atividade física que serviu como meio para encontrar esse físico mais embrutecido".


Ao sair da cadeira, Flora passa grande parte da novela tentando convencer a todos de que não matou Marcela e fazendo planos se vingar de Donatela (Claudia Raia), sua ex-parceria na dupla sertaneja "Faísca e Espoleta". Todos estes sentimentos negativos da personagem marcaram também a trajetória de Patrícia Pillar.


"Me marcou muito a força que fica guardada em uma pessoa que não soube lidar com o sentimento de rejeição, sentimento mal resolvido que fez o amor pela irmã virar ódio e o ódio virar desejo de vingança. Muitas ações violentas são regidas pelo ressentimento", comentou.

Depois de "A Favorita", exibida pela primeira vez na emissora entre 2008 e 2009, Patrícia Pillar participou de outras produções globais, mais recentemente da minissérie "Onde Nascem os fortes" (2018) e da novela "Salve-se Quem Puder" (2020). Em 2021, a atriz não teve seu contrato renovado com a emissora carioca — e acabou sendo desligada da TV Globo depois de 36 anos.

Mais sobre a novela "A Favorita"

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse