null: nullpx
rita lee-Zappeando

Rita Lee "previu" reação de todos à sua morte em livro: foi irreverente e provocadora como sempre

Trecho de autobiografia logo viralizou e emocionou fãs: "Ela era tão maravilhosa que faz a gente rir mesmo chorando"
Publicado 9 Mai 2023 – 11:23 AM EDT | Atualizado 10 Mai 2023 – 11:24 AM EDT
Compartilhar
Default image alt
Com bom-humor, Rita Lee escreveu sobre a própria morte em autobiografia lançada em 2016 Crédito: @ritalee_oficial/Instagram

Ao longo da vida, a cantora Rita Lee escreveu duas biografias e, em uma delas, deixou algo que faz jus a sua personalidade irreverente e desafiadora.

Em “Rita Lee - Uma Autobiografia”, lançada em 2016, a cantora “previu” a reação do público e da mídia à sua morte - e as sábias palavras da lendária artista viralizaram nas redes após o anúncio de sua partida por complicações de um câncer de pulmão.

Rita Lee "previu" reação de todos à sua morte em livro de 2016


Dona de uma carreira sólida repleta de conquistas e obstáculos derrubados, a cantora Rita Lee sempre teve muito a compartilhar - e sempre o fez de forma simultaneamente sofisticada e provocadora.

Um exemplo disso, inclusive, é um trecho de sua primeira autobiografia, lançada em 2016, em que a cantora “previu” a reação de todos à sua morte - e que viralizou após a artista ser vítima de um câncer de pulmão nesta segunda-feira (8).


No Twitter, o apresentador Thiago Pasqualotto compartilhou o trecho em questão, que começa se dirigindo a pessoas que não gostam dela e cita até mesmo políticos.

“Quando eu morrer, posso imaginar as palavras de carinho de quem me detesta. Algumas rádios tocarão minhas músicas sem cobrar jabá, colegas dirão que farei falta no mundo da música, quem sabe até deem meu nome para uma rua sem saída. Os fãs, esses sinceros, empunharão capas dos meus discos e entoarão ‘Ovelha Negra’, as TVs já devem ter na manga um resumo da minha trajetória para exibir no telejornal do dia e uma notínha no obituário de algumas revistas há de sair. Nas redes virtuais, alguns dirão: ‘Ué, pensei que a véia já tivesse morrido, kkk’. Nenhum político se atreverá a comparecer ao meu velório, uma vez que nunca compareci ao palanque de nenhum deles e me levantaria do caixão para vaiá-los”, escreveu.


Por fim, a cantora descreveu também qual seria sua reação diante disso, e deixou ainda um epitáfio bem-humorado.

“Enquanto isso, estarei eu de alma presente no céu tocando minha autoharp e cantando para Deus: ‘Thank you Lord, finally sedated’. Epitáfio: Ela nunca foi um bom exemplo, mas era gente boa”, conclui o trecho, que gerou as mais variadas reações nas redes.

"Ri muito quando li e acho que ela gostaria que ríssemos junto", compartilhou um perfil no Twitter. "Estava tão triste com a passagem dela, mas depois de ler isso as coisas fizeram mais sentido! Rita gigante sempre!", disse outro. "Não consigo parar de chorar, daí leio isso... Ela era tão maravilhosa que faz a gente rir mesmo chorando", afirmou outro.

Rita Lee tinha 75 anos e foi, em 2021, diagnosticada com um câncer de pulmão. Em 2022, tanto ela quanto sua família chegaram a declarar que a cantora estava curada - mas, em 2023, ela voltou a ser internada por complicações derivadas da doença. A morte da cantora foi anunciada em um comunicado oficial compartilhado pela família nas redes sociais.

Rita Lee: história, carreira e mais

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse