null: nullpx
rita lee-Zappeando

Filho de Rita Lee recorda últimos anos com a mãe: "Perdi a conta de quantas vezes falei que a amava"

João Lee voltou a viver com os pais após diagnóstico da mãe e afirma que, em meio às dores, viveu momentos valiosos com ela
Publicado 15 Mai 2023 – 09:16 AM EDT | Atualizado 15 Mai 2023 – 09:16 AM EDT
Compartilhar
Default image alt
João Lee e a mãe, Rita Lee Crédito: @joaoleemusic/Instagram

Dias após a morte de Rita Lee, o filho do meio da cantora, João Lee, deu declarações bonitas sobre a última fase da vida da mãe. Nas redes sociais e em entrevista ao “Fantástico”, ele revelou que voltou a morar com os pais após o diagnóstico de câncer recebido por Rita – e que, apesar de ter sido uma fase repleta de tristeza e dor, também foi muito valiosa para os dois como mãe e filho.

Filho de Rita Lee relembra últimos anos com a mãe


João Lee, filho do meio de Rita Lee e Roberto de Carvalho, deu declarações bonitas recentemente sobre os últimos anos de vida da mãe. A cantora, que morreu em 8 de maio de 2023 por complicações de um câncer de pulmão, vivia apenas com o marido quando teve o diagnóstico – mas, logo que recebeu a notícia, João se juntou a eles, algo que relembrou em suas homenagens.

No “Fantástico”, ele afirmou ter acompanhado a mãe em cada fase do tratamento, e que um dos momentos mais marcantes foi o dia em que a cantora raspou os icônicos cabelos.


“Fiquei esses anos junto com meu pai acompanhando ela. Cenas de hospital, cenas de dor, cenas de tratamento – estava com ela quando ela raspou o cabelo. Ela pediu para eu filmar, inclusive, porque era ‘faca nos dentes’, não foge de nenhum momento desses. Foi difícil porque o cabelo dela sempre foi uma marca, né? A ‘loirinha dos Mutantes’, a ‘ruiva do Tutti Frutti”, até o ‘cabelo de fogo’ e com cabelo branco no fim da vida, ‘cor de Lua’. Ver ela sem cabelo foi estranho para mim e para ela também”, declarou.

Já no Instagram, em uma postagem especial de Dia das Mães, ele revelou ainda detalhes da rotina que teve com os pais durante os últimos anos, mostrando que, apesar de toda a dor, ele e Rita viveram momentos valiosos em meio às dificuldades.


“Foram rotinas novas e situações difíceis que nenhum filho sonha em viver com sua mãe. Mas também vivi momentos especiais. Um dos que guardarei no meu coração para sempre foi quando, toda noite, colocava minha mãe para dormir. A dinâmica era sempre a mesma: todos íamos juntos para o quarto dela esperávamos enquanto ela colocava pijama, escovava os dentes, tomava seus remédios e deitava na cama. Meus pais faziam uma oração e no final eu ficava sozinho com ela no quarto, deitados na cama olhando para o teto todo cheio de estrelinhas que brilhavam no escuro”, disse ele, recordando também o amor que sempre declarou e seguira declarando à mãe.


“Conversávamos até que ela pegasse no sono. Só então eu me levantava, dava a volta na cama, dava um beijinho na sua testa e falava bem baixinho no seu ouvido: ‘Boa noite, te amo, mãe’. Perdi a conta de quantas vezes falei que a amava nesses últimos anos. Continuei falando até seu último suspiro. Queria poder falar mais um monte de vezes hoje. Te amo, mãe, onde quer que você esteja, para sempre! Feliz Dia das Mães”, concluiu.

Rita Lee: homenagens e mais

Compartilhar
RELACIONADO:rita lee-Zappeando

Mais conteúdo de interesse