null: nullpx
Dorama - Zappeando

O que é dorama: entenda o gênero que mistura série e novela e veja conheça títulos de sucesso

Gênero asiático faz sucesso nas plataformas de streaming com títulos japoneses, coreanos e mais
Publicado 29 Nov 2023 – 04:33 PM EST | Atualizado 29 Nov 2023 – 04:33 PM EST
Compartilhar
Default image alt
"Alice in Borderland" (2020) é um dos doramas japoneses de maior sucesso Crédito: Kumiko Tsuchiya/Netflix

Assim como os já bem conhecidos animes, os doramas estão ganhando cada vez mais espaço nas plataformas de streaming. As produções asiáticas têm vários formatos, nacionalidades e temas diferentes a depender de onde são criados - e o vasto universo constantemente é tema de dúvidas.

Entenda abaixo o que é dorama, quais os tipos, onde assisti-los e mais informações sobre esse gênero que mistura o formato de séries com o de novelas.

Qual é o significado da palavra dorama?


O termo “ dorama” vem da pronúncia japonesa da palavra “drama”, e é usado para designar produções asiáticas episódicas.

Apesar de serem muito comparados às novelas brasileiras, o formato dos doramas se assemelha mais ao das séries ocidentais, com episódios mais longos e, em geral, poucos personagens.

Além disso, em comparação com séries ou novelas, os doramas tendem a trazer temáticas menos “ousadas”. É raro encontrar, por exemplo, produções com conteúdo sexual - e os temas abordados variam muito.

Há, no entanto, algumas semelhanças com novelas, como o fato de que as histórias de doramas se esgotam em uma temporada, abrindo pouco precedente para mais temporadas. Isso torna essas produções um “meio-termo” entre séries e novelas.

Boa parte dos doramas traz histórias de romance em uma série de cenários diferentes. Há, por exemplo, doramas de romance históricos, escolares, em ambientes de ficção científica, entre outros.

Ainda que a palavra se refira à pronuncia japonesa de um termo, doramas japoneses não são os únicos e nem os mais populares no Brasil. Aqui, a onda coreana (também chamada de “hallyu”) fez com que os k-dramas ganhassem muito espaço - e há ainda produções chinesas, tailandesas e mais.

Doramas coreanos


Apesar de serem conhecidas como doramas coreanos, o termo correto para essas produções é k-drama devido ao fato de que, por ter sido colônia do Japão, a Coreia do Sul vê negativamente a incorporação da pronúncia japonesa na palavra.

Em geral, k-dramas costumam ter cerca de 16 episódios extensos, com uma hora de duração. O tema mais abordado é o amor, mas há uma série de k-dramas policiais, históricos, de suspense, terror, escolares e mais.

Um grande exemplo de k-drama de sucesso é o clássico “ Goblin”, estrelado pelo grande nome do audiovisual sul-coreano Gong Yoo (“Round 6” e “Mar da Tranquilidade”).

No papel de Kim Shin, ele é uma criatura com mais de 900 anos aprisionada em um corpo que não morre, mas sente constantemente a dor da própria espada atravessada pelo peito.

A única pessoa capaz de acabar com seu sofrimento e matá-lo é a conhecida como “noiva do Goblin” - mas, quando ele a encontra em uma jovem órfã chamada Ji Eun-Tak (Kim Go-eun) e se apaixona por ela, tudo muda.

Outros exemplos de doramas famosos são “Vincenzo” e “ Pousando no Amor”.

Doramas japoneses


Diferentemente dos k-dramas, os doramas japoneses costumam ter menos episódios. Em geral, são 10 - mas eles podem ter mais de uma hora de duração cada um.

É comum encontrar doramas japoneses inspirados em mangás ou webtoons e, apesar de também focarem muito em romance, há muitas opções de produções distópicas e fantásticas.

Um exemplo impactante de dorama japonês é “Alice in Borderland”, estrelado por Kento Yamazaki e Tao Tsuchiya. Na história, Arisu (Yamazaki) é um jovem com problemas familiares que passa o dia inteiro jogando online quando, em dado momento, ele e os amigos se veem aparentemente sozinhos em Tóquio, no Japão.

Logo, eles descobrem que estão imersos em uma grande arena de jogos sangrentos cujo objetivo é, realmente, sobreviver. Eventualmente, ele encontra a jovem Usagi, que tem o objetivo de vencer as competições a qualquer custo - e, apaixonados, eles encaram os jogos para descobrir como foram parar nessa realidade.

Outros exemplos de doramas japoneses de sucesso são “Erased” e “Não se Pode Fugir do Amor”.

Doramas chineses


Já os doramas chineses costumam ter mais episódios - em geral 40 - de 40 minutos cada. Assim como os japoneses e coreanos, eles podem se inspirar em quadrinhos e geralmente retratam histórias épicas, romances, entre outros.

Um exemplo de dorama chinês de sucesso é “Os Indomáveis” (“The Untamed”), que retrata uma batalha de clãs, focando nos rivais Wei Wuxian (Xiao Zhan) e Lan Wangji (Wang Yibo). Com personalidades opostas, eles não se dão bem logo de cara - mas se unem diante da ameaça de um clã que quer controlar todos os outros.

Na história original do dorama, que foi inspirado em quadrinhos, Wei Wuxian e Lan Wangji são um casal, algo que foi deixado apenas no campo da sugestão na adaptação.

Outros exemplos de doramas chineses de sucesso são “Um Amor Tão Lindo” e “The Prince os Tennis”.

Dorama ou k-drama?


Ainda que a palavra “dorama” seja popularmente usada para se referir a produções coreanas, o termo correto é “k-drama”, sendo a letra “k” uma referência a “South Korea” (Coreia do Sul), assim como acontece com o pop coreano (k-pop).

A designação “dorama coreano” é pouco aceita por sul-coreanos devido ao passado do País com o Japão, cuja pronúncia da palavra “drama” resultou no tão conhecido termo. No passado, as Coreias eram colônias japonesas, período histórico que a população tende a ressentir.

Sendo assim, falar “dorama” significa incorporar em algo sul-coreano um termo japonês, o que não é bem visto.

Qual é a diferença entre dorama e série?


O que mais diferencia um dorama e uma série é o fato de doramas serem produções asiáticas. Além disso, o formato pode variar: enquanto séries ocidentais geralmente visam várias temporadas com muitos episódios, doramas costumam ter menos episódios com maior duração, e a se esgotar em uma temporada.

Quais doramas tem na Netflix?


Nos últimos anos, especialmente sob influência da onda coreana, a Netflix incorporou doramas de diversas nacionalidades em seu catálogo e chegou inclusive a produzir alguns. É o caso, por exemplo, de “Round Six” (“Squid Game”, de 2021), que se tornou o título mais assistido da plataforma.

Há, portanto, uma infinidade de doramas na Netflix, mas alguns dos mais conhecidos são:


  • “Vincenzo” (2021);
  • “Pousando no Amor” (“Crash Landing on You”, 2019);
  • “A Lição” (“The Glory”, 2022);
  • “Sky Castle” (2018);
  • “Hometown Cha-Cha-Cha” (2021);
  • “Extracurricular” (2020);
  • “Memórias de Alhambra” (“Memories of the Alhambra”, 2018);
  • “Alice in Borderland” (2020);
  • “Olá, Meus 20 anos!” (“Hello My Twenties”, 2016);
  • “O Indomável” (“The Untamed”, 2019);
  • “Um Amor Tão Lindo” (“A Love So Beautiful”, 2020);
  • "Itaewon Class" (2020).

Onde assistir doramas


Além da Netflix, que tem em seu catálogo uma infinidade de doramas, também é possível encontrá-los em outras das grandes plataformas de streaming, como o Disney+, HBO Max e Amazon Prime Video.

Essas, porém, não são as maiores plataformas para assistir doramas online. Além disso, há ainda o Crunchyroll (que é mais focado em animes, mas também tem doramas gratuitos), o Rakuten Viki e o Kocowa, ambas plataformas que funcionam sob assinatura.

Séries

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse