null: nullpx
Família É Tudo

Alexandra Richter comenta reação ao receber sinopse de "Família é Tudo": "Nem imagino"

Atriz declarou que vive um universo totalmente oposto com sua família e ficou surpresa ao ler sobre o drama principal
Publicado 19 Fev 2024 – 01:06 PM EST | Atualizado 19 Fev 2024 – 01:06 PM EST
Compartilhar
Default image alt
Alexandra Richter como Brenda em "Família é Tudo" (2024) Crédito: Reprodução/Instagram (@alexandrarichteroficial)|Manoella Mello/Globo

Alexandra Richter, que fez sucesso no horário nobre com a Nice de "Terra e Paixão" (2023), vai interpretar Brenda Monteiro em "Família é Tudo". A protagonista tem como obsessão o desejo de manter o filho e a ex-nora unidos e coloca várias armações em prática. Ao receber a sinopse, a atriz teve uma reação sincera ao drama familiar.

Alexandra Richter interpreta Brenda em "Família é Tudo"

Elegante, controladora e um pouco imponente, Brenda Monteiro deseja manter o filho, Tom (Renato Goés), próximo da ex-nora, Paulina (Lucy Ramos), com quem bola altos planos para viabilizar sua vontade.

Quando recebeu a sinopse de "Família é Tudo", Alexandra confessou, durante coletiva para a imprensa, que vive uma realidade oposta a dos cinco irmãos protagonistas, que se afastaram ao longo do tempo.

O quinteto é forçado a morar junto e tocar a gravadora da família em troca da herança da avó, que desaparece, deixando essa missão aos herdeiros, cada um com sua personalidade, onde a confusão acaba sendo garantida.


"A gente [minha família] vive o oposto desse conflito central da novela, la em casa somos cinco e muito unidos, quando eu li eu falei 'nem imagino', são cinco conflitos, cada irmão tem os seus desafios, suas barreiras dentro daquele núcleo", adiantou a atriz, em coletiva de imprensa que o Zappeando participou.

"Quando se fala de família, a gente está falando de tudo, é onde tudo acontece, conflitos emocionais, psicológicos, vem à tona. Eu acho que vai dar muito certo. Quem não se identifica, se identifica até pelo oposto, eu falei 'nossa eu quero ver isso'", relembrou ainda.

"Lá em casa quando um sofre, os outros sofrem. A gente sempre se ajudou, se mete na vida dos outros, na criação, se mete em tudo. Eu intuo que o público vai se apaixonar pela história porque vai se identificar ou pela curiosidade, como é o meu caso", analisou Alexandra.


Questionada se Brenda lembrava em algo Nice, sua personagem anterior, Alexandra negou: "A Brenda não é cômica. Eu acho isso ótimo porque eu posso alternar, dentro da comédia, drama e também do naturalismo da novela. É sempre um desafio para uma atriz que é conhecida e se lançou na comédia".

"Acaba que a gente recebe esse rótulo e dai a gente tem que provar o tempo todo que é capaz de fazer outras coisas. Eu acho ótimo quando surge um personagem assim. A Brenda não torce pelo [novo] romance do filho. É uma personagem que tem várias camadas, trama para separar o filho da nora, eu acredito que tem mais coisa vindo aí".

"A Brenda é uma mãe controladora, nitidamente controladora, querendo assumir ali a luta, mesmo o filho sendo adulto, tendo filhos, ela tenta controlar. Eu acho maravilhoso compor essa mulher e fugir da comédia, mas se lá na frente pintar uma cena cômica, também será bem-vinda, a gente tem que estar aberto por ser uma obra aberta", finalizou.

"Família é Tudo" entra para a programação da Globo a partir de 4 de março.

"Família é Tudo"

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse