null: nullpx
filmes-Zappeando

Por que "Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo" mereceu levar (quase) tudo no Oscar

Longa estrelado por Michelle Yeoh levou 7 das 11 estatuetas às quais concorria no Oscar 2023, inclusive a de Melhor Filme
Publicado 7 Fev 2023 – 03:39 PM EST | Atualizado 13 Mar 2023 – 10:01 AM EDT
Compartilhar
Default image alt
"Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo" Crédito: Diamond Filmes

Grande destaque do Oscar 2023 depois de fazer "a rapa" em outras premiações de cinema, "Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo" é um dos filmes mais comentados dos últimos anos, com uma história que entrega diversão, momentos de reflexão e um grande nó em sua cabeça.

Na maior premiação do cinema, realizada em 12 de março, "Tudo em Todo Lugar" levou 7 das 11 categorias às quais estava indicado: Melhor Ator Coadjuvante (Ke Huy Quan), Melhor Atriz Coadjuvante (Jamie Lee Curtis), Melhor Atriz (Michelle Yeoh), Melhor Roteiro Original, Melhor Montagem, Melhor Direção e Melhor Filme.

Dirigido pelos 'Daniels' — Dan Kwan e Daniel Scheinert —, o longa conta a história de Evelyn Wang (Michelle Yeoh), uma mulher amargurada pela vida, que ganha acesso a outros multiversos e descobre uma lição valiosa.

Depois de duas passagens pelos cinemas - em 2022 e também em 2023 -, o filme está disponível no catálogo da Amazon Prime Video.

"Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo": por que assistir

Diversão garantida


A começar pelo nome, a história promete dar um nó em sua cabeça. A princípio, parece que nada na história faz sentido, mas ainda assim, te proporciona muita diversão e algumas boas risadas.

Assim que tudo parecer menos caótico, o humor ficará nos pequenos detalhes da trama, com muitas referências a outros filmes, contextos e diálogos rápidos.

Seguindo uma mulher comum, de meia-idade, com problemas normais do cotidiano, a história transforma Evelyn Wang na super-heroína de sua própria vida.

O melhor conceito de multiverso


Mesmo que a Marvel tenha chegado antes e se destacado com o conceito de multiverso, "Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo" apresentou algo ainda mais genial.

Em apenas um filme, o longa te leva para uma viagem por diversos universos impressionantes, com características únicas, como, por exemplo, um mundo em que todos possuem mãos de salsicha.

Trazendo para uma coisa mais filosófica, a produção responde a questão mais existencial de todos os seres humanos: como seria se eu tivesse escolhido algo diferente?

Apresentando as várias versões da vida de Evelyn Wang, ao acessar estes outros universos, ela ganha a chance de usar a habilidade de suas outras 'eu'.

Para todos os gostos


Apesar de ser um filme com ritmo frenético, "Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo" reúne os gêneros favoritos da maior parte das pessoas.

Como plano de fundo, conhecemos a dramática história de vida de Evelyn Wang e sua família, que luta para sobreviver e manter a lavanderia aberta.

Porém, quando o multiverso entra em cena, tudo fica ainda mais rápido, se tornando um bom filme de ação, com lutas, golpes e muita tensão.

Quanto mais a protagonista descobre sobre um mundo desconhecido, as cenas ganham mais cor e ainda mais humor — já que ao longo de toda produção, falas com boas sacadas estarão presente.

História bem amarrada


Mesmo que não pareça, o longa consegue amarrar todos os fatos apresentados, o que faz com que a conclusão do longa seja ainda mais satisfatória.

Dividido em três partes, primeiro conhecemos o "Tudo", que retrata a história de vida da protagonista. Já na segunda parte, vemos o "Em Todo Lugar", que apresenta o conceito das outras vidas de Evelyn Wang.

Já mais perto do final, quando a personagem descobre qual é a sua verdadeira missão, embarcamos no "Ao Mesmo Tempo", que retrata Evelyn depois de perder o controle e ter todos os seus outros universos dentro dela.

Final emocionante


Se você ainda acha que este filme é apenas sobre multiverso, está enganado. Desde o início, "Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo" mostra ser a história de uma família.

Assim como nos conflitos do cotidiano, o longa mostra que a importância do que sentimentos por outras pessoas deve ser ainda maior do que os problemas que temos.

Mesmo após cenas frenéticas e loucas, o filme consegue arrancar algumas lágrimas, ao mostrar uma mãe que nunca desiste de sua filha.

Indicações de "Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo"

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse