null: nullpx
filmes-Zappeando

História real de "Oppenheimer": filme retrata físico que mudou o mundo com criação

Longa de Christopher Nolan mostra a trajetória do controverso físico, conhecido como “o pai da bomba atômica”
Publicado 22 Jul 2023 – 02:00 PM EDT | Atualizado 22 Jul 2023 – 02:01 PM EDT
Compartilhar
Default image alt
Filme “Oppenheimer” é baseado em fatos reais Crédito: IMDB/Fox Photos/Getty Images

Para muita gente, o nome de Julius Robert Oppenheimer é completamente desconhecido. O físico estadunidense, no entanto, teve impacto tão grande na humanidade que ganhou uma cinebiografia dirigida por Christopher Nolan e estrelada por Cillian Murphy.

Filme “Oppenheimer” é baseado em fatos reais


Inspirado no livro "Prometeu Americano: O Triunfo e a Tragédia de J. Robert Oppenheimer”, escrito por Kai Bird e Martin J. Sherwin, o filme “Oppenheimer” conta a história real do físico que mais tarde seria conhecido como “o pai da bomba atômica”.


No longa-metragem, Cillian Murphy interpreta Oppenheimer no período em que o cientista liderou o Projeto Manhattan, que tinha o objetivo projetar e construir a arma nuclear que, durante a Segunda Guerra Mundial, foi responsável pelas tragédias nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki.

Quem foi Oppenheimer?


J. Robert Oppenheimer nasceu em 22 de abril de 1904 em Nova York, nos Estados Unidos, estudou Física na Universidade de Harvard e, durante sua carreira acadêmica, fez contribuições significativas para a teoria quântica, especialmente no campo da mecânica quântica e física de partículas.


Em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, Oppenheimer liderou uma equipe de cientistas no Projeto Manhattan, programa secreto dos Estados Unidos que tinha como principal missão criar a primeira bomba atômica. A arma nucelar, como se sabe, destruiu as cidades de Hiroshima e Nagasaki, no Japão, em 1945.

O sucesso de Oppenheimer no projeto foi justamente o que gerou grandes controvérsias em relação a seu nome. Apelidado de “pai da bomba atômica”, mais tarde ele seria acusado de simpatizar com ideias comunistas e, consequentemente, teve revogada sua autorização de segurança. O físico encerrou sua carreira no governo dos EUA e não teve mais participação em projetos militares do país.


Oppenheimer passou o restante de sua carreira dando aulas na Universidade da Califórnia e faleceu em 18 de fevereiro de 1967, aos 62 anos de idade, em decorrência de um câncer na garganta. Apesar de ter sido um dos maiores físicos que já existiu, ele também é lembrado como uma figura controversa devido às circunstâncias que cercaram sua contribuição para o desenvolvimento da bomba atômica.

Cinema

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse