null: nullpx
filmes-Zappeando

"A Sociedade da Neve": veja detalhes da história real que acabaram ficando de fora do filme

Fatos e eventos que não foram mostrados no longa da Netflix tiveram grande impacto na vida dos sobreviventes
Publicado 22 Jan 2024 – 02:36 PM EST | Atualizado 22 Jan 2024 – 02:36 PM EST
Compartilhar
Default image alt
Filme "A Sociedade da Neve" (2023) é baseado em fatos reais Crédito: Divulgação/Netflix

O filme "A Sociedade da Neve" ("La Sociedad de la Nieve"), da Netflix, é baseado em fatos verídicos e retrata a luta por sobrevivência de um grupo de amigos após um acidente aéreo que aconteceu na Cordilheira dos Andes, em 1972.

Para adaptar o dramático evento que durou mais de 70 dias, o diretor Juan Antonio Bayona precisou deixar de fora alguns detalhes que tiveram grande impacto na vida dos sobreviventes e que, até hoje, merecem destaque.

Confira o que não foi mostrado em "A Sociedade da Neve":

"A Sociedade da Neve": o que não foi mostrado no filme

Avião pousou na Argentina antes da queda


O filme "A Sociedade da Neve" não incluiu em sua história a pausa que o avião que levava os passageiros ao Chile fez em Mendonza, na Argentina, antes de sua queda. De acordo com informações do site Screen Rant, a aeronave, por causa das péssimas condições climáticas, passou uma noite pousada no país vizinho.

Canibalismo e religião


O fato mais lembrado sobre o acidente de avião e o que causou grande comoção foi o fato de que os sobreviventes só conseguiram ser resgatados com vidas porque se alimentaram dos corpos daqueles que já haviam morrido na tragédia.

O filme mostra que alguns dos personagens eram católicos devotos e acreditavam que poderiam ser punidos por Deus se usassem os corpos das vítimas como alimento. Ficou de fora do longa a informação de que, após a divulgação dos eventos, a Igreja Católica deu oficialmente apoio aos sobreviventes.

Ataques aos sobreviventes


Depois que os relatos sobre o canibalismo vieram à tona, os sobreviventes da tragédia chegaram a sofrer ataques e até tiveram suas versões questionadas por parte do público e da mídia. Na época, uma parcela da imprensa especulou que os rapazes haviam matado alguns dos colegas, algo que nunca foi provado.

Corpos das vítimas


"A Sociedade da Neve" não mostra o que aconteceu com os corpos das vítimas do acidente aéreo após a chegada do resgate. Sabe-se, no entanto, que todos os falecidos foram sepultados juntos, perto do local da tragédia, em uma vala comum localizada em uma área considerada segura contra avalanches.

História real do filme "A Sociedade da Neve"


No dia 13 de outubro de 1972, um avião da Força Aérea Uruguaia que voava de Montevidéu, no Uruguai, com destino a Santiago, no Chile, caiu em uma parte remota e de difícil acesso dos Andes, com 45 pessoas a bordo.

O voo 571 levava o time de rugby amador uruguaio Old Christians, do colégio Stella Maris, para uma competição no Chile, além de amigos e familiares do grupo.

Logo após a queda do avião, 12 pessoas morreram imediatamente e outras 17 faleceram nos dias seguintes devido a ferimentos, desnutrição e frio intenso. Os 16 sobreviventes foram resgatados depois de 72 dias isolados em meio a neve.

Disponível na Netflix, "A Sociedade da Neve" é inspirado no livro homônimo de 2008 escrito por Pablo Vierci, amigo de infância dos jovens que estavam no voo 571.

Filmes

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse