null: nullpx
Famosos-Zappeando

Encontro de "Bruacas": Ângela Leal e Isabel Teixeira choram de emoção ao se conhecerem

As intérpretes de Maria Bruaca nas versões de 1990 e 2022 de "Pantanal" refletiram sobre a importância da personagem
Publicado 20 Jun 2022 – 11:12 AM EDT | Atualizado 20 Jun 2022 – 11:12 AM EDT
Compartilhar
Default image alt
Ângela Leal e Isabel Teixeira deram vida à personagem Maria Buaca em "Pantanal" Crédito: Divulgação/IMDB | Globo/João Miguel Júnior

Um encontro entre as duas gerações da personagem Maria Bruaca, de "Pantanal", surpreendeu o público: Ângela Leal e Isabel Teixeira participaram do quadro "Encontro de Gerações", do GShow, e não seguraram as lágrimas ao se conhecerem pela primeira vez em uma sala virtual. Confira abaixo!

Ângela Leal e Isabel Teixeira falam sobre Maria Bruaca


O primeiro encontro entre Ângela Leal e Isabel Teixeira ocorreu meses atrás, ainda durante a primeira leva de gravações de "Pantanal", no Mato Grosso do Sul. Na ocasião, as duas atrizes ficaram bastante emocionadas ao se verem.

"Estou muito emocionada com o seu trabalho. Estou muito feliz por você estar correspondendo tanto àquilo que senti", disse Ângela, que chorou assim que o rosto de Isabel apareceu na tela.

As artistas pareciam amigas de longa tamanha a cumplicidade. No bate-papo, elas falaram sobre o desafio de viver Maria Bruaca, personagem polêmica de um dos maiores sucessos da teledramaturgia.


"Naquela época o machismo predominava tão forte que Bruaca virou nome pejorativo, até de preconceito estrutural. Tipo 'galinha', 'piranha'. Bruaca deixou de ser substantivo para ser adjetivo pejorativo de mulher largada, de mulher que é saco de pancada do marido, mulher otária que leva chifre", confessou Ângela, que gravou a novela nos anos 1990.

Isabel também refletiu o quanto Maria está fazendo com que ela reflita sobre a própria vida: "Para mim tem sido também um aprendizado de vida. Em pensar em coisas que eu não estava pensando antes, pensar em escalas, sabe? A escala da Maria Bruaca da transformação é uma escala 10, mas tem a escala 1, a escala 2, nas coisas pequenas das nossas vidas".

"Comecei a me perguntar, se o que estou vivendo é bom para mim. Isso veio com a personagem, veio com novela, veio agora. Então eu sinto que estou caminhando com ela", completou.


Antes de finalizar a conversa, Ângela afirmou saber o quanto sua personagem foi importante para diversas mulheres que assistiam à novela na época. E disse ter certeza de que Isabel também está deixando um legado.

"Tem muitas mulheres que estão pensando, se interrogando porque o teu personagem, a Bruaca, está levando elas a isso. Fala verdade, o que que o ator mais quer na vida do que ser um espelho da sociedade para poder ser exemplo, refletir aquilo que não pode, aquilo que pode, o caminho melhor a tomar. E a tua Bruaca está fazendo isso", finalizou a atriz.

Mais sobre "Pantanal"

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse