Por que essas duas cenas de “Segundo Sol” provocaram tanta revolta nas redes sociais?

por | set 28, 2018 | Televisão

Quem acompanha ” Segundo Sol” deve ter percebido que os últimos capítulos da novela foram mais tensos e polêmicos do que o costume. Nesta semana, a trama de João Emanuel Carneiro exibiu duas cenas que deixaram o público indignado com o que viu.

Quais são as polêmicas de “Segundo Sol”?

“Revenge porn” de Karola

A primeira cena que gerou revolta foi a da exposição de Karola ( Deborah Secco). A ex-mulher de Beto ( Emílio Dantas) foi desmascarada publicamente por Luzia ( Giovanna Antonelli), que divulgou um vídeo íntimo da vilã com Remy ( Vladimir Brichta) como parte de sua vingança.

A prova da traição de Karola e o irmão do cantor foi exibida em um telão gigantesco durante o show que marcou a retomada da carreira de Beto Falcão. No entanto, a forma como a sextape foi vazada e divulgada caracteriza o “revenge porn”, ou pornografia de vingança.

https://twitter.com/naogostodesushi/status/1045475533168037888

Mas o que é o “revenge porn”?

Pornografia de vingança é o termo usado para caracterizar o ato de expor publicamente, seja na internet ou não, fotos e vídeos íntimos, sem o consentimento das partes envolvidas, ainda que estes tenham autorizado a gravação ou o registro no âmbito privado.

Em outras palavras, é aquele tipo de conteúdo pornográfico que circula pelo WhatsApp e em outras redes sociais, como o vazamento de nudes.

Vale lembrar que, no Brasil, o “revenge porn” é crime desde 2017, quando o Senado aprovou o projeto de lei que reconhece a prática como uma violação à intimidade e violência às mulheres. Quem for acusado poderá pegar de dois a quatro anos de reclusão, além da multa.

Em “Segundo Sol”, o gesto de Luzia foi considerado imoral, já que a protagonista usou de recursos indefensáveis para se vingar da vilã.

Após o vazamento de seu vídeo com Remy, Karola ainda sofreu com a humilhação pública e grandes doses de “slut-shaming”, ato de humilhar e diminuir uma mulher por sua vida sexual. Na cena, a vilã foi chamada de “vagabunda” e tantos outros xingamentos, enquanto era atingida por restos de lixo.

Falso estupro de Rochelle

Outra cena criticada pelo público foi a falsa acusação de estupro feita por Rochelle ( Giovanna Lancellotti). Expulsa da mansão de Roberval ( Fabrício Boliveira), a filha de Edgar ( Caco Ciocler) tentou dar a volta por cima de uma forma bastante polêmica: inventando um assédio sexual que não existiu.

Rochelle simulou uma situação inteira de assédio, deixando marcas no próprio corpo e culpando Roberval pelo estupro forjado. A questão para quem acompanhou e se revoltou com a cena é que, com a falsa acusação, a cena ajuda a desmoralizar casos verdadeiros de violência sexual, reforçando a ideia de que mulheres inventam a situação para se vingar.

https://twitter.com/LeonaDivaa/status/1045483489309667328

Após a repercussão da cena, Giovanna Lancellotti reforçou que a atitude da personagem foi problemática. “Vale lembrar que Rochelle fez uma acusação muito séria e falsa. É inadmissível, principalmente nos dias de hoje, esse tipo de comportamento. Um assunto delicado, sofrido, de uma luta que está longe de ser vencida”, escreveu a atriz.

https://www.instagram.com/p/BoQF62eHBZO/?taken-by=gilancellotti

Novela “Segundo Sol”