“A Força do Querer”: Zeca é um dos piores personagens da novela. E temos razão!

por | jun 2, 2017 | Televisão

Em “A Força do Querer”, novela das 21h da Globo, o personagem Zeca (Marco Pigossi) é um dos mais importantes da trama. Ele vem de Parazinho para o Rio de Janeiro, após ser abandonado por Ritinha (Isis Valverde), e engata um romance com a policial Jeiza (Paolla Oliveira) enquanto observa, de longe, a ex-mulher tendo um relacionamento com o rival, Ruy (Fiuk).

Apesar de ser protagonista, a vida de Zeca não vai muito além de fiscalizar suas namoradas, e criticar qualquer coisa que elas façam. Ele é caminhoneiro, mas não faz nada relevante na história. Por isso, o rapaz é, até agora, o pior personagem de “A Força do Querer”, e temos motivos convincentes que justificam isso.

Defeitos de Zeca em “A Força do Querer”

Globo

Desde quando namorava Ritinha, no começo da novela, Zeca se mostrava um cara machista e controlador, que não aceitava que uma mulher independente e dona de si estivesse ao seu lado. Por várias vezes, ele chegou a humilhar a moça na frente de outras pessoas, e a impedir que ela usasse roupas curtas ou conversasse com outros homens na sua frente.

Depois que a noiva abandona o rapaz para ir encontrar Ruy, na festa de casamento deles, Zeca perde a cabeça e atira contra o barco em que eles estavam, fazendo com que a moça fique de vez com o carioca. Abalado, o caminhoneiro também resolve recomeçar a vida no Rio, quando conhece a policial Jeiza.

Globo

Com o pulso firme e sem medo de enfrentar o amado, Jeiza significa tudo o que Zeca mais detesta nas mulheres. Ela trabalha para proteger as pessoas, é lutadora de MMA e não permite que ninguém a impeça de fazer o que quer. A atitude da namorada faz com que o caminhoneiro questione os próprios pensamentos o tempo todo, já que, para ele, lugar de mulher é em casa.

Globo

Mesmo estando com Jeiza, fica claro que Zeca ainda não esqueceu Ritinha. A sereia sempre prende a atenção do ex, e por enquanto, ele ainda não sabe que é pai do filho dela. Porém, para se “vingar” de ter sido largado em Parazinho, ele ficou atrasando a documentação do divórcio, para complicar a vida da moça.

Por não ter outro aspecto na trama, Zeca acaba caindo no estereótipo de personagem conservador, que passa todo o tempo criticando a vida dos outros. Não é o que esperávamos para o papel de Pigossi, que parecia ser muito mais interessante no início de “A Força do Querer”.

Será que ainda dá tempo de Zeca mudar esse jogo?

Novelas da Globo