Só um verdadeiro fã de Grey’s Anatomy vai lembrar de TODAS essas mortes na série

por | dez 5, 2018 | Séries

Se existe uma série que não poupa o sofrimento do público é “Grey’s Anatomy”. Mas, apesar das lágrimas, não conseguimos deixar de assistir a produção de Shonda Rhimes. Confira as principais mortes da trama e relembre qual mais te marcou na lista abaixo!

Mortes mais marcantes de Grey’s Anatomy

Derek Shepherd

A morte mais inesperada de toda a série. Shonda matou o protagonista, marido de Meredith e o melhor neurologista do hospital, em uma situação nobre: ele salvou uma família de um acidente de carro, pouco antes de um caminhão atingir seu próprio veículo.

Apesar de ter sido mandado para o hospital, um possível erro médico fez com que Derek tivesse morte cerebral.

Ninguém se conformou com essa perda. (“Como Salvar Uma Vida”, episódio 21, 11ª temporada)

Dylan Young

Você pode não se lembrar dele, mas Dylan esteve em um dos episódios mais traumáticos da série. Ele era do esquadrão antibombas e tinha a missão de desarmar o objeto que estava dentro de um paciente, que iria ser operado por Meredith.

Meredith ficou com a mão na bomba, literalmente, enquanto Dylan tentava acalmá-la para salvar a situação. E como estamos falando de “Grey’s Anatomy”, é óbvio que o artefato explodiu no último segundo, levando Dylan pelos ares. (“Conforme Sabemos”, episódio 17, 2ª temporada)

Denny Duquette

Denny foi um paciente terminal, que tinha problemas cardíacos. Sua morte poderia ter passado batido se não fosse por Izzie, que se apaixonou pelo homem e fez de tudo para salvá-lo.

Porém, uma hora depois de pedir a médica em casamento, um coágulo interrompe a vida de Denny, comovendo todo o hospital.

O ocorrido fez com que Izzie ficasse devastada. (“Perdendo a Minha Religião”, episódio 27, 2ª temporada)

Ellis Grey

Apesar de nunca ter sido uma boa mãe para Meredith, Ellis escolheu o momento certo para ajudar a filha. O coração da personagem começa a falhar no mesmo instante em que a filha estava entre a vida e a morte, após se afogar.

Em um espaço que representou os dois mundos, as duas Greys se encontram e Ellis afirma para a filha o quanto ela é especial e insiste que ela lute por sua vida. A protagonista sobrevive, mas perde sua mãe. (“Algum Tipo de Milagre”, episódio 17, 3ª temporada)

George O’Malley

Foi chocante, desesperador e absurdamente doloroso. Se houve uma morte na série que abalou os fãs, foi a de O’Malley. Ele pulou na frente de um ônibus para salvar uma garota, e chegou ao hospital com tantos machucados que seu rosto ficou irreconhecível.

Quando os médicos descobriram que se tratava de George, assim como o público, todos ficaram desolados. (“Aos Dias que Virão”, episódio 23, 5ª temporada)

Reed Adamson

Um dos episódios mais tensos da série foi o do tiroteio no hospital, no final da 6ª temporada. Uma das vítimas fatais foi a cirurgiã residente Reed.

Reed levou um tiro na cabeça após um disparo do viúvo Gary, tudo porque ela estava com um paciente e não o ajudou a encontrar Derek – a quem o viúvo culpava pela morte da esposa. (“Santuário”, episódio 23, 6ª temporada)

Mary Portman

Apesar de ter sido poupada no dia do tiroteio no hospital, Mary teve que voltar ao local após o ocorrido para fazer um exame de rotina.

Por conta dos resultados do exame, a personagem tem que passar por um procedimento cirúrgico. No entanto, Mary não acorda da cirurgia. (“Os Meus Braços”, episódio 6, 7ª temporada)

Henry Burton

O paciente tinha presença marcada no hospital por ter uma doença que fazia crescer vários tumores em seu corpo. Henry não tinha plano de saúde e precisava de cuidados caríssimos. Quem se sensibilizou com seu caso – e também pelo seu charme – foi a cardiologista Teddy.

Ela se casou com o rapaz para pagar por seus tratamentos, mas, em uma complicação de emergência, ele é operado por Cristina Yang e morre na mesa de cirurgia – sendo que nenhum médico ali sabia quem ele era. A descoberta é terrível, assim como a morte em si. (“De Repente”, episódio 10, 8ª temporada)

Lexie Grey

A irmã de Meredith dilacerou nossos corações quando morreu no fatídico acidente de avião no final da 8ª temporada.

Desde o momento em que o grupo a encontra, embaixo de uma turbina, até seu último suspiro, ficou difícil segurar as lágrimas – ainda mais com as declarações apaixonadas de Mark Sloan. (“Voo”, episódio 24, 8ª temporada)

Mark Sloan

O médico bonitão, que chegou ao hospital para abalar a vida de Derek, acabou se consolidando e criando amigos, além de ter uma filha com Callie, fruto de um relacionamento casual. No fim das contas, ele se apaixonou por Lexie. Quando os dois finalmente iriam se acertar, o acidente de avião destruiu o futuro do casal.

Embora tenha sobrevivido, os ferimentos de Sloan foram irreversíveis e ele ficou em coma por um mês, dias após retornar a Seattle. Quem tem que resolver se desliga os aparelhos ou não é Callie. Cruel, hein? (“Lembre-se do Tempo”, episódio 2, 9ª temporada)

Adele Webber

A esposa de Richard, diretor do hospital, não era uma personagem muito carismática no início, mas foi difícil ficar indiferente quando ela desenvolveu Alzheimer. No dia do casamento de Bailey, o doutor foi chamado ao hospital quando soube que sua esposa teria que ser operada.

O coração de Adele não resistiu e, embora sua morte fosse esperada, foi uma despedida comovente. Richard voltou ao casamento como se nada tivesse acontecido, mas chorou escondido no ombro de Meredith. (“Coisas Que Dissemos”, episódio 10, 9ª temporada)

Heather Brooks

A morte de Heather com certeza foi algo que o público não estava esperando! A nova residente do hospital morreu de um jeito chocante durante a 10ª temporada.

Quando estava a caminho de uma cirurgia que não era a sua, a jovem foi eletrocutada e acabou entrando em colapso após bater a cabeça. (“Eu Quero Você Comigo”, episódio 2, 10ª temporada)

Samuel, filho de April e Jackson

Existe pior sensação do que saber que um parente seu não vai resistir por muito tempo? Após um ultrassom, April e Jackson descobriram que seu filho tinha uma rara doença que enfraquecia os ossos.

Quando Samuel Norbert Avery nasceu, o pequeno foi rapidamente batizado e seus pais o seguraram até ele morrer. (“Tudo o que Eu Podia Fazer Era Chorar”, episódio 11, 11ª temporada)

Paul Stadler

Paul é apresentado como o ex-marido de Jo. Após um confronto, ele acaba sendo atropelado e sofre uma concussão.

E quando o personagem tenta forçar sua noiva Jenny a ir embora com ele, o homem pula da cama, bate a cabeça e acaba tendo complicações, provocando sua morte cerebral. (“Jesus Pessoal”, episódio 10, 14ª temporada)

Doc

No final da 2ª temporada, nem os animais foram poupados! Doc, o cachorro e grande amigo de Meredith, acabou desenvolvendo uma doença que fez com que seus órgãos parassem.

A médica precisou sacrificar seu animal de estimação por conta de um câncer. Essa doeu! (“Perdendo Minha Religião”, episódio 27, 2ª temporada)

Craig Thomas

O Dr. Thomas foi o único amigo de Cristina na sua breve estadia no Minnesota – e juntos os dois tiveram ótimos momentos. Devido à sua idade, os administradores do Hospital insistiam para que ele se aposentasse, mas o médico lutou para fazer mais uma cirurgia arriscada.

Com a ajuda de Cristina, ele conseguiu fazer parte da operação… até que caiu no chão durante o procedimento! A sua morte foi o último empurrão que Cristina precisou para mudar-se de volta para Seattle. (“Belo Apocalipse”, episódio 5, 9ª temporada)

Harold O’Malley

O Sr. O’Malley era o “pai de todos”. Na verdade, era o pai de George, mas a sua simpatia e carinho rapidamente conquistaram todos que se cruzava com ele.

Quando O’Malley desmaiou e foi para o hospital, fez alguns exames e descobriu que tinha câncer. A cirurgia para remoção do tumor terminou mal e culminou na sua morte. (“Seis Dias: Parte 2, episódio 12, 3ª temporada)

Charles Percy

Percy era só um residente, que veio junto com a fusão do hospital com o Mercy West, e não tinha muito carisma. Mesmo assim, sua morte foi incrivelmente dolorosa, já que se deu bem no meio do tiroteio no Seattle Grace.

O personagem até tentou resistir, mas as salas estavam bloqueadas e ele não tinha chances de ser salvo. Seu último suspiro foi nos braços de Bailey. Tenso! (“Morte e Companhia”, episódio 24, 6ª temporada)

Jimmy Evans

Por um bom tempo, Jimmy Evans foi um mito no universo da série, mais do que propriamente uma personagem. A sua toxicodependência e abusos contínuos moldaram a personalidade de Alex. Mas isso mudou na 10ª temporada, quando Jimmy aparece como doente cardíaco.

Após inúmeros desentendimentos iniciais, a relação entre pai e filho começou a caminhar. Quando Alex ia perdoar o pai pela infância terrível que teve, Shane arriscou operar o coração de Jimmy sozinho. Nem precisamos falar como a história terminou. (“Volte Atrás”, episódio 13, 10ª temporada)

Tudo sobre Grey’s Anatomy