null: nullpx
adriana esteves-Zappeando

Adriana Esteves entrou em depressão após novela fracassar: como deu volta por cima

Apesar do sucesso de "Renascer" com o público, interpretação da atriz como Mariana gerou inúmeras críticas
Publicado 18 Out 2021 – 11:35 AM EDT | Atualizado 14 Abr 2023 – 10:57 AM EDT
Compartilhar
Default image alt
Adriana Esteves na novela "Renascer" Crédito: TV GLOBO / CEDOC

Quem vê o sucesso da atriz Adriana Esteves em diversos papéis de destaque na TV e no cinema não imagina que no início da carreira ela quase desistiu de atuar. Por causa de diversas críticas ao seu trabalho na novela "Renascer" (1993), a atriz acabou entrando em depressão.

Carreira de Adriana Esteves

Nascida no Rio de Janeiro, Adriana Esteves Agostinho Brichta tem no currículo uma série de trabalhos brilhantes na TV. E tudo começou em 1989 quando ela venceu um concurso no "Domingão do Faustão". Com apenas 18 anos, ela assinou seu primeiro contrato com a Globo.

No mesmo ano, estreou nas novelas interpretando a personagem Tininha em "Top Model" (1989). “Na mesma hora, eu comecei a ver que tinha vocação para aquilo. E aí surgiu uma profissão”, disse em vídeo no Memória Globo. Depois disso, ela não parou mais: emendou um trabalho atrás do outro, em tramas como "Meu bem Meu mal" (1990) e "Pedra sobre Pedra" (1992).

Depressão de Adriana Esteves

Em 1993, Adriana teve uma surpresa nada agradável: apesar do sucesso da novela "Renascer", sua interpretação da personagem Mariana foi muito criticada. A imprensa começou a chamar a atriz de “insossa” e “inexpressiva”.

Isso afetou a saúde mental de Adriana Esteves, que passou a ter dúvidas se realmente tinha talento para seguir com a carreira de atriz. “Não tive maturidade suficiente para segurar as críticas ao meu personagem”, desabafou.

Tudo isso em uma época em que a atriz também estava enfrentando problemas pessoais. E ela acabou entrando em depressão: “Foram os anos mais difíceis da minha vida”.

Na época, ela ficou dois anos afastada da TV. A personagem Babalu, da novela "Quatro por Quatro", por exemplo, foi escrita para ela - mas foi Letícia Spiller quem acabou ficando com o papel.

A volta por cima

Após tratamento médico e terapia, Adriana voltou a atuar. Em 1995, ela fez a série "Decadência" e seguiu sua trilha de sucesso com papeis inesquecíveis do grande público, como a Sandrinha de "Torre de Babe"l (1998), a Catarina de "O Cravo e a Rosa" (2000). E, é claro, a Carminha de "Avenida Brasil" (2012).

Depois de umas merecidas férias, ela voltou à TV em "Justiça", que rendeu indicação do Emmy Internacional na categoria de Melhor Atriz. “Tenho pena de não ter percebido na época que podia aproveitar as críticas para melhorar. Hoje tenho a sensação que tudo isso me deixou mais corajosa e mais segura”.

Acompanhe no vídeo a trajetória de Adriana Esteves:

facebook.com/vix.pop.brasil/videos/947288532530102

Vida e carreira de Adriana Esteves

Compartilhar

Mais conteúdo de interesse