Rebeca Gusmão fala de mudanças no corpo na 1ª gestação: “Tudo é mais difícil”

por | jun 30, 2016 | Entretenimento

Rebeca Gusmão está grávida de 7 meses a espera do primeiro filho, Zeus. Apesar de agora estar bem e encantada com os preparativos para o chá de bebê, que acontece no dia 4 de junho, os primeiros meses de gestação foram mais complicados.

Rebeca conta que no início teve muito cansaço, sono e enjoos. “A medicação para enjoo dava mais sono ainda, não dava para fazer nada”, relata. No terceiro mês, a mudança foi na libido, que aumentou muito. 

Exercícios na gravidez

No quarto mês de gestação, ela voltou a malhar. Faz natação e musculação três vezes por semana de forma moderada e diz que fica dez vezes mais cansada após os treinos do que antes da gravidez.

Rebeca conta que percebeu que o filho, ainda na barriga, já gosta de piscina. “Quando nado o bebê reage melhor, ele fica mais relaxado e menos agitado”, comenta.

“Tenho que saber dosar o limite, observo se estou me sentindo bem, se está tudo bem com o bebê, me monitoro bastante”, diz a ex-atleta que malha sozinha porque tem formação em educação física.

Cuidados com a alimentação

Shutterstock

Além de não ter abandonado os exercícios físicos, Rebeca também tem cuidado bastante da alimentação, mas sem extremismos. Ela diz seguir uma dieta, mas não abre mão de comer alguma coisa que está com vontade.

“O mais importante é ter uma rotina para quando está bem e para quando você não se sentir bem”, diz sobre a importância que ela sente de ter rotinas para cuidar da saúde.

O começo da gravidez também fez com que ela abandonasse um hábito: tomar café. “Eu adorava café, mas no começo da gestação não podia nem ver, enjoei. Voltei a tomar quando já estava com cinco meses”, comenta.

Mudanças no corpo na gestação

Apesar de estar curtindo bastante, Rebeca fala que quem fala que a gravidez é a coisa mais lindo do mundo está mentindo. “O peito e a bunda ficam maiores, o quadril alarga, você fica com manchas, as roupas não entram, é ruim dormir, não dá para virar, é difícil subir escada. Tudo é mais difícil. Não é a fase mais linda da vida”, lista as dificuldades que vem tendo que enfrentar.

A ex-atleta conta que engordou 10 kg até o sexto mês de gestação e que ficou um pouco assustada, com medo de engordar muito, mas diz que agora está mais tranquila. “A minha médica disse que tenho muita massa muscular e por isso vou voltar logo ao meu peso com a amamentação”.

Gravidez inesperada

Outro medo de Rebeca foi a de parar com o antidepressivo. Sua gravidez não foi planejada, ela diz que já chegou a fazer tratamentos para engravidar há anos, mas nunca obteve sucesso e por isso já estava com a ideia de nunca ser mãe, apenas tia.

Até que a gravidez a pegou de surpresa e ela precisou suspender a medicação que vinha tomando desde a época que teve depressão. Atualmente, ela toma remédios naturais e manipulados, que são mais leves, e 5HTP, que tem a função de proporcionar a sensação de bem estar.

“Com o passar do tempo você descobre que o antidepressivo está dentro de você”, diz sobre como foi parar de tomar o remédio após se curar de uma grave depressão.

No início da gestação, sem saber que estava grávida, Rebeca fez uma cirurgia estética nas costas e conta que até chegou a furar a barriga na cirurgia, mas que não chegou a fazer lipoaspiração porque não tinha gordura.

“Eu perdi o chão quando soube que estava grávida. A sensação foi a mesma que eu senti quando eu soube que tinha sido suspensa da natação”, relembra sobre como a notícia da gravidez a pegou de surpresa.

Escolha do nome do bebê

O filho de Rebeca se chamará Zeus. De acordo com a mitologia grega, Zeus é o deus dos deuses, o soberano do Monte Olimpo e pai de todos os homens e deuses. “Escolhi Zeus porque é um nome forte, uma homenagem a tudo o que vivi, as dificuldades que passei. Quero ensinar a ele que a vida não é fácil e a ter responsabilidade , por isso que escolhi um nome forte”.

Planos futuros

Rebeca escreve sobre a gestação desde que descobriu que estava grávida, faz relatos sobre alimentação, mudanças hormonais, conta experiências do dia a dia e depois que Zeus nascer quer reunir todo este material para lançar um livro sobre como é a gravidez de uma ex-atleta.

Além de escrever sobre a gestação, Rebeca continua dando palestras e consultoria de treinamentos e aulas de natação e hidroginástica. Após a gravidez, ela quer voltar a ser personal trainer e, quem sabe, modelar.

Gêmeos ou múltiplos: 5 fatores que aumentam suas chances de engravidar