Como a endometriose afeta sua pele? Atriz de Hollywood relata tratamento

por | jun 30, 2016 | Entretenimento

http://www.instagram.com/p/BEWpHs3lEyW/

A atriz Daisy Ridley, que ficou conhecida no mundo todo por estrelar o último filme da saga “Star Wars”, usou sua conta no Instagram para fazer um desabafo sobre a endometriose, doença gerada quando o tecido que reveste o útero, o endométrio, se alastra para fora do órgão e passa a implantar a superfície que reveste os outros órgãos da cavidade abdominal.

Sintomas da endometriose

Entre os sintomas mais comuns da doença estão cólicas muito fortes que chegam a impossibilitar a prática de atividades rotineiras, além de dores durante o sexo.

Em um longo texto escrito na legenda da foto que aparece fazendo usando uma máscara fácil, Daisy diz que descobriu a doença aos 15 anos e agora, aos 23, a dor voltou mais suave, mas a sua pele foi muito afetada.

Endometriose afeta a pele?

A dermatologista Mônica Aribi explica que os casos mais graves de endometriose costumam a afetar a pele. “Quando a mulher sangra muito, há diminuição na hemoglobina e isso costuma deixar a pele mais pálida e amarelada”.

Flacidez

Além disso, a endometriose causa diminuição do colágeno, a pele perde muitos componentes essenciais para a nutrição dela e isso faz com que a mulher tenha mais flacidez.

http://www.instagram.com/p/BFMVl5nFE9C/

“Enquanto uma mulher sem a doença perde 5% de colágeno, uma mulher com endometriose perde 10%”, explica a dermatologista. Manchas brancas também costumam aparecer em mulheres que menstruam por dez dias ou mais.

Como tratar a pele

Mônica explica que além de perder muito sangue, a mulher também perde muita água. Por isso, dermatologistas costumam remediar o problema com hidratações profundas na pele e radiofrequência para estimular a produção de colágeno.

Para que esses problemas de pele desapareçam é essencial tratar a endometriose, que é a causa. Porém como o tratamento é demorado, a dermatologista orienta que as mulheres façam acompanhamento dermatológico também para evitar manchas e o envelhecimento da pele.

Alimentação de quem tem endometriose

Shutterstock

No texto, a atriz explica que cortou laticínios e açúcar de sua dieta depois do aparecimento de manchas. Contudo, Diogo Rosa, coordenador do setor de endoscopia ginecológica do Grupo Perinatal, afirma que ainda não existem evidências científicas que estas restrições melhoram os sintomas da endometriose.

“É muito difícil achar uma relação entre alimentação e endometriose. Um único estudo apontou que a ingestão de frutas e verduras podem prevenir a doença enquanto carne vermelha é capaz de aumentar os riscos. Porém, a orientação ainda é muito pobre. São necessários mais estudos”, explica o ginecologista.

De acordo com o médico, álcool, café, peixe e leite também foram analisados e não foi encontrada nenhuma relação entre os alimentos e a doença.

Por outra lado, Rosa explica que já existem evidências que vegetais, alimentação com baixo teor de gorduras e vitaminas E, C e do complexo B são capazes de amenizar as cólicas menstruais que costumam ser fortíssimas.

Procure um médico

http://www.instagram.com/p/BGcShMNlE7m/

Se você suspeita que tem endometriose deve procurar um ginecologista. O post feito por Daisy Ridley teve justamente esta finalidade: incentivar as mulheres a procurarem  médicos.

“Se qualquer uma de vocês estiver sofrendo com alguma coisa, vá ao médico, pague um especialista, faça testes de hormônios e alergia, continue a par de como seu corpo se sente e não se preocupe quanto a parecer hipocondríaca. Da cabeça aos pés, temos apenas um corpo, então vamos nos certificar de que ele funcione perfeitamente e buscar ajuda caso necessário”, concluiu após o desabafo.

Endometriose: o que é, sintomas e tratamento