Maitê Proença teve uma infância muito traumática: carreira de atriz foi salvação

por | jul 8, 2024 | Celebs

Maitê Proença perdeu a mãe em assassinato cometido pelo próprio pai, na infância, sofrendo com o trauma

Maitê Proença sofreu uma grande tragédia familiar, ainda na infância, que mudou sua forma de enxergar a vida. O pai da atriz assassinou a mãe, com 11 facadas, na frente dela e do irmão pequeno, fazendo com que nada nunca mais fosse igual para a família. Conheça a história!

Infância da atriz Maitê Proença foi traumática

Quando tinha 12 anos, Maitê viveu uma tragédia dentro de casa, quando o pai esfaqueou a mãe. Durante muito tempo, no entanto, a atriz não se sentiu confortável para falar sobre o assunto ou até mesmo para sofrer.

A carreira de atriz, contudo, foi fundamental para ajudá-la a superar o trauma. De acordo com Maitê, até o acontecimento, a vida dentro de casa era perfeita.

“Eu tinha uma casa perfeita, estudava na escola perfeita, tudo era perfeito. Até que um belo dia isso, sem nenhum preparo, naquela circunstância. Isso aconteceu e tudo ruiu”, declarou, ao Roda Viva.

O pai, Augusto Gallo, era procurador de Justiça, enquanto a mãe, Margot Proença, trabalhava como professora de filosofia. Todavia, o ciúme doentio do pai já não passava mais despercebido.

Maitê Proença (Helena) em “Felicidade” (Crédito: Globo/Arley Alves)

A desconfiança de que estava sendo traído por Margot, com o professor de francês, o levou a dar 11 facadas na esposa. A professora morreu, imediatamente, na frente dos dois filhos pequenos.

“Eu tivo asco físico do meu pai. Não conseguia encostar nele. Era complicado ver aquele homem que destruiu a própria vida, porque ele matou quem ele mais amava, mas ele matou uma pessoa que eu amava mais até do que eu amava ele. Porque ela era mais divertida, mais alegre, era mais hedonista”.

Apesar de tudo, Maitê foi testemunha de defesa do pai. Augusto foi julgado e absolvido do crime duas vezes. Na época, em 1970, a Justiça afirmou que ele agiu em legítima defesa da honra.

Maitê Proença no “Roda Viva” (Crédito: Reprodução/YouTube)

O pai de Maitê se internou em manicômio e tirou a própria vida, 19 anos após o crime, quando um dos irmãos, da mesma forma, não suportou a situação. Dez anos mais velho que a atriz, cometeu suicídio meses depois.

“O meu problema teve desdobramentos terríveis porque meu pai se matou, o meu irmão mais velho se matou e várias outras coisas que eu não vou contar aqui, mas que eu lido com elas até hoje”.

De acordo com Maitê, a carreira artística ajudou a se tornar uma pessoa menos amarga. A atriz morou fora do país, com apenas 14 anos, se apaixonando pelas artes cênicas na Europa. Ao retornar, com 19, estreou na TV em “Dinheiro Vivo” (1979), na Tupi.

Famosos